ABIAD participa do 24º Congresso ANAD

Associação esteve presente na cerimônia de abertura e ministrou palestra em simpósio satélite sobre adoçantes

De 25 a 28 de julho, aconteceu o 24º Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes realizado pela Associação Nacional de Atenção ao Diabetes (ANAD). O tema desta edição foi “Traduzindo a atualização científica para a prática”. A ABIAD participou da cerimônia de abertura, representada por Gislene Cardozo, Gerente Executiva da associação, e do simpósio satélite “O que você precisa saber sobre os adoçantes”, com uma palestra ministrada por Kathia F. Schmider, Coordenadora Técnica da entidade.

Durante a cerimônia de abertura, William Dib, Diretor-Presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), abordou a importância de disseminar conhecimento baseado em evidências científicas aos profissionais da saúde e pacientes. “O importante, não só para os órgãos regulatórios, mas para todo o país, é o conhecimento. Precisamos elevar sua qualidade e eficácia para difundi-lo de forma multidisciplinar. Quanto mais amplo, melhor”, comentou Dib.

Diversos debates e mesas de discussão foram realizados durante o congresso. O simpósio satélite “O que você precisa saber sobre os adoçantes”, realizado no dia 27, foi presidido pela nutricionista Márcia Terra. Kathia Schmider apresentou estudos e considerações sobre o processo de avaliação de segurança dos adoçantes. Seu uso, como apontado pela palestrante, só é permitido após rígida avaliação de toxicologia e de exposição, além da comprovação de sua finalidade tecnológica, de acordo com padrões harmonizados internacionalmente.

Kathia lembrou também da relevância do trabalho de autoridades como o Joint FAO/WHO Expert Committee on Food Additives (Jecfa), que garantem a segurança no uso de adoçantes, muito utilizados para auxiliar na manutenção do peso. “É importante ter atenção com publicações na mídia, pois as informações devem ter como referência os principais estudos científicos, com comprovações, inclusive, dos órgãos regulatórios”, comentou.

Ao finalizar, a palestrante ressaltou a importância de apoiar ações que incentivem a adoção de uma alimentação equilibrada e estilo de vida saudável, como redução de consumo de açúcares, gorduras saturadas e sódio, estimulando a prática de atividades físicas e menor consumo de álcool.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *