Alimentos processados têm rigoroso sistema de segurança

Profissionais da ciência de alimentos, agências regulatórias e setor industrial dedicam-se a gerar cada vez mais benefícios ao consumidor, atendendo as principais demandas do mercado

Segundo o Ministério da Saúde, em pesquisa realizada com jovens entre 18 e 24 anos em 2018, 60% consomem produtos industrializados. Isso demonstra a tendência de consumo e a importância do uso da tecnologia de alimentos para ingestão de nutrientes necessários à saúde.

Um dos benefícios do processamento de alimentos é manter sua riqueza de nutrientes intacta, em casos de transporte de produtos naturais. Sem este procedimento, uma vez retirados da plantação, começam a perder gradativamente seus nutrientes, chegando à mesa do consumidor de forma menos saudável.

Um dos focos deste sistema é garantir segurança e preservação dos nutrientes de alimentos para a sua comercialização. O projeto Alimentos Industrializados 2030, do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), realiza ações que esclarecem as principais dúvidas sobre o tema, com base em estudos científicos, em parceria com diversas entidades, visando garantir que informações de qualidade sobre a segurança de alimentos industrializados cheguem a toda cadeia de produção e ao consumidor. A ABIAD, uma das principais associações setor, patrocina o projeto.

Lançado em 2018,  tem como principais objetivos: divulgar ações e programas empresariais e setoriais com foco na melhora da qualidade, valor nutritivo, saudabilidade e sustentabilidade dos alimentos e bebidas industrializados; gerar e divulgar, de forma sistemática, informações técnicas e científicas que demonstrem a importância, saudabilidade, qualidade, segurança e sustentabilidade dos produtos alimentícios industrializados; e contribuir para a construção de uma imagem positiva e favorável da sociedade sobre o processamento industrial de alimentos, nutrição e saúde.

Alimentos modificados do seu estado original, por meio de uma grande variedade de tipos de processamento, com diversas finalidades. Esta é a definição oficial de alimentos processados. A indústria responsável tem como base de tomada de decisão a demanda do mercado, ou seja, o que é de maior necessidade do consumidor é suprido pelas empresas, que produzem conforme a demanda. Durante o processo, são considerados qualidade dos produtos, impacto ambiental, eficiência no uso de recursos, desenvolvimento e inclusão social e, principalmente, segurança alimentar, que é o aspecto de maior atenção da mídia.

A segurança de alimentos industrializados é parte fundamental da produção. Para isso, profissionais qualificados do setor estudam os processos de produção, estocagem, acondicionamento, conservação e garantia da qualidade dos alimentos. A ciência de alimentos está presente em todas as etapas de processamento com participação de engenheiros, nutrólogos e cientistas dos campos da biotecnologia e microbiologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *