Congresso Nacional lança nova frente parlamentar com foco em alimentação saudável

FPA de Alimentação e Saúde vai promover políticas públicas voltadas para segurança alimentar

No dia 29 de maio de 2019, o Congresso Nacional lançou a Frente Parlamentar Mista de Alimentação e Saúde, em evento que reuniu membros do parlamento e grandes empresas e associações voltadas ao setor alimentício e de saúde. No guarda-chuva da Frente Parlamentar de Agricultura, a nova FP, é composta por 270 parlamentares do Congresso Nacional, entre deputados e senadores.

Qualidade de vida será o principal assunto da Frente Parlamentar. Para isso, serão levados em consideração alimentação saudável, atividade física e sono de qualidade. O trabalho do grupo será focado em promover políticas públicas voltadas para a segurança alimentar e nutricional. A nova FP estará sempre em alinhamento com o setor regulatório, discutindo novos produtos e suas principais funções na alimentação de qualidade, inclusive em discussões que incluem a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A Frente de Agro será fundamental no processo de novas políticas públicas, levando em consideração a importância do agronegócio, que tende a levar produtos para os centros urbanos de grande consumo. Como consequência, a prevenção de doenças provenientes de alimentação ineficaz será um dos impactos gerados pelas ações resultantes do grupo. As taxas de obesidade no mundo, por exemplo, triplicaram desde 1975. No Brasil, 54% da população está acima do peso e, desse valor, a obesidade atinge 18,9%. Entre as crianças de 5 a 9 anos, 33% estão com sobrepeso e 15% são consideradas obesas, segundo dados do Ministério da Saúde.

Para a indústria de alimentos, esta já é uma preocupação há algum tempo. Com os dados de obesidade e doenças causadas por má alimentação, novos hábitos vêm surgindo, em busca de qualidade de vida. O consumidor, em consequência, está mais exigente e precisa sentir segurança no que está consumindo. As políticas públicas que a Frente Parlamentar irá fomentar serão novas maneiras de buscar, junto ao Governo Federal, formas de fazer com que novos alimentos atendam estas demandas, focando em seus principais benefícios para contribuir com estilos de vida saudáveis e não sua “vilania”. A ideia é focar em promoção do que pode contribuir para a saúde pública e não em malefícios de outros alimentos.

Quando falamos sobre a vilania dos alimentos, temos como exemplo atual o açúcar, visto como um dos principais fatores de obesidade no país. A doença teve crescimento de 60% nos últimos anos e hoje é uma das principais preocupações do setor de saúde. Entretanto, o açúcar tem benefícios para a saúde, se utilizado com moderação e orientação nutricional. Ou seja, seus malefícios se devem ao exagero, como muitos outros ingredientes. A clareza de informações e benefícios que os alimentos podem trazer à saúde pública é um dos nortes de trabalho da Frente Parlamentar, que também vai se concentrar em políticas públicas para desmistificar este tipo de equívoco acerca da alimentação saudável.

Com todas estas ações, a ideia da Frente é poder lembrar ao consumidor final que os produtos que chegam à sua mesa passaram também por propriedades agrícolas e sua segurança é garantida por órgãos competentes do Governo e do setor industrial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *