Consumo de extrato de alho pode reduzir pressão arterial

Publicado no European Journal of Clinical Nutrition um estudo sugere que o consumo diário de extrato de alho envelhecido reduz a pressão arterial sistólica em pacientes com hipertensão descontrolada.

Realizado por pesquisadores australianos, o estudo avaliou efeito dose-resposta, tolerabilidade e aceitabilidade de diferentes doses de extrato de alho envelhecido, como um tratamento complementar para medicação anti-hipertensiva em 79 pacientes com hipertensão sistólica descontrolada, em um estudo duplo-cego randomizado controlado por placebo.

Para o estudo, os participantes foram aleatoriamente alocados em três grupos. O primeiro recebeu cápsulas de 240 mg; o segundo recebeu 480 mg; e o último, 960 mg por dia com extrato de alho ou placebo. A pressão arterial sistólica (PAS) foi avaliada no início do estudo e em 4, 8 e 12 semanas de acompanhamento. A aceitabilidade foi avaliada após 12 semanas através de um questionário.

Os resultados demonstraram que a PAS foi significativamente reduzida no grupo que recebeu 480 mg por dia durante 12 semanas quando comparado com o placebo, resultado próximo do obtido com o grupo que recebeu 960 mg.

Tolerabilidade e aceitabilidade foram elevados em todos os grupos que receberam extrato de alho (93%) e maior entre os grupos que tomaram uma ou duas cápsulas diariamente.

Os pesquisadores concluíram que o consumo de extrato de alho envelhecido diariamente pode ser um tratamento eficaz e tolerável para hipertensão não controlada e pode ser considerado um tratamento adjunto à terapia anti-hipertensiva convencional.

Com informações do portal Nutritotal – 5.2.15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *