Estudo comprova que bulímicas compensam alimentação exagerada com atividades físicas

Publicado na Revista Brasileira de Ciências do Esporte, um estudo demonstrou que mulheres com bulimia praticam exercícios físicos após uma alimentação exagerada.

O texto intitulado “Bulímicas: elas vão à academia de ginástica?”, relata que o exercício físico frequentemente funciona como compensação sobre a falta de controle da ingestão de alimentos.

Foram avaliadas 197 mulheres matriculadas em academias. Em 11,2 % foram encontrados traços de bulimia e, quase 60% destas mulheres diagnosticadas afirmaram que praticam atividades físicas depois de se alimentarem demasiadamente.

Segundo o estudo, estes dados indicam que esse comportamento compensatório por meio da prática de exercício físico pode levar as mulheres a procurar as academias de ginástica. “Nesta situação, as mulheres que sofrem de bulimia encontram nas academias de ginásticas uma variedade de práticas corporais para saciarem e reforçarem o comportamento bulímico”, diz a conclusão.

Com informações do Scielo 5.2.15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *