Ministério da Saúde lança Guia para Alimentação Infantil

Documento contempla orientações para crianças de até dois anos de idade, incentiva aleitamento materno e fala sobre o uso de leite de vaca e fórmulas infantis

 

Seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), que tem por prática orientar os governos a elaborarem diretrizes sobre alimentação e nutrição, o Ministério da Saúde lançou em 13 de novembro de 2019, o Guia Alimentar para Crianças Brasileiras Menores de 2 anos, sendo uma das ferramentas que podem ser utilizadas para esclarecimento da população.

O documento tem por objetivo apontar a importância de uma alimentação adequada em todas as etapas de vida do indivíduo, especialmente nos primeiros anos, que são decisivos tanto para o crescimento e desenvolvimento, quanto importantes para a formação de hábitos alimentares saudáveis ao longo da vida.

Desta forma, o fomento às práticas corretas que prolonguem a duração da amamentação, a preocupação com o excesso de peso já na infância, cujas causas são multifatoriais, assim como a desnutrição e a deficiência de nutrientes, foram temas tratados no Guia e devem fazer parte de ações contínuas por parte dos órgãos de saúde, contando ainda com os diferentes setores da sociedade que são corresponsáveis pelo sucesso de tais ações.

Como parte integrante desse processo de construção do Guia Alimentar para Crianças menores de 2 anos, a ABIAD, mediante um trabalho de análise criteriosa, realizado por seus associados com expertise em nutrição infantil, encaminhou suas considerações sobre os conceitos e práticas sugeridas no documento, manifestando-se inclusive, sobre pontos mais sensíveis ao tema, como por exemplo o risco da utilização inadequada do leite de vaca diluído na alimentação de lactentes e pela discriminação dos alimentos processados de maneira geral.

 

A ABIAD, interlocutora da indústria de alimentos para fins especiais junto aos órgãos governamentais e de regulamentação se mantém atuante de modo a garantir às empresas associadas a possibilidade de usufruir de toda sua expertise para contribuição nos diferentes temas relacionados à saúde da população brasileira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *