gironews-destaque

Rótulo Saudável

O apelo à saudabilidade, se acentuou em 2017. Fabricantes de alimentos e bebidas buscam atender os consumidores com produtos que se dizem saudáveis – muitos fornecedores consideram esse apelo como tendência de mercado. E, assim como nas fórmulas e na “publicidade” destes produtos, os rótulos não ficaram de fora. A Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), com o apoio da CNI (Confederação Nacional da Indústria) e as associações representativas do setor de alimentos e bebidas, entregaram à Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) uma nova proposta de rotulagem nutricional.

Na parte da frente, o rotulo, terá informações sobre a quantidade de sódio, açúcares totais e gordura saturada classificadas no formato de “semáforo” com o uso das cores verde, amarelo e vermelho. Para a diretora da ABIA, Daniella Cunha, em entrevista exclusiva para o Jornal Giro News: “o objetivo principal é facilitar o entendimento dos consumidores sobre o conteúdo de cada um desses nutrientes nos alimentos, para que eles possam fazer suas escolhas dentro do contexto de uma dieta equilibrada”.

Origem do Modelo

A proposta partiu de uma revisão bibliográfica conduzida pelo Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação (NEPA), da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), sobre rotulagem nutricional frontal, que indicou que a utilização das cores facilita a compreensão dos consumidores. “Após uma avaliação do cenário mundial, tomamos como base o modelo do Reino Unido, por ser o mais completo em informação. Ele traz para o painel frontal da embalagem a quantidade de cada nutriente e respectivos percentuais de VD (Valores Diários), coloridos em verde, amarelo e vermelho, para indicar se aquele alimento fornece conteúdo baixo, médio ou alto de sódio, açúcares totais e gorduras saturada”, afirma Danielle. Ainda segundo a diretora da entidade, a nova rotulagem proposta tem como foco esses indicativos porque são os mais procurados pelos consumidores, além de serem nutrientes que requerem mais atenção, de acordo com as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMC), para o enfrentamento da obesidade e das doenças crônicas não transmissíveis.

Educação Nutricional

Danielle Cunha afirma que o assunto será destaque na agenda da ANVISA em 2018 e que a nova rotulagem serve para todos os alimentos e bebidas industrializados. Caso a proposta da ABIA seja aceita, “todas as embalagens terão adaptação dos novos rótulos frontais”, explica Danielle. Além disso, a indústria acredita que por melhor que seja o modelo de rotulagem, ele não poderá substituir uma ação ampla de educação alimentar e nutricional à população. “É, portanto, de extrema necessidade o desenvolvimento de campanhas de educação nutricional para atender pontos complementares dessa proposta”, conclui a diretora. Atualmente, países como Inglaterra, Equador e França utilizam modelos coloridos.

Fonte: Giro News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *