Tate & Lyle cria opções para substituir açúcar

Segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF), uma em cada 11 pessoas em todo mundo tem a doença atualmente. A expectativa é que este número alcance 522 milhões de pessoas até 2030. Ainda segundo a IDF, em 2017 eram 12,5 milhões de portadores da doença no Brasil – ou 8,7% da população adulta ativa. A América do Sul e a América Central concentram 26 milhões de pessoas com a doença degenerativa crônica e a previsão é que os diabéticos sejam 42 milhões até 2045 nestas regiões. Hoje, 14 de novembro, é marcado o Dia Mundial do Diabetes.

“É, sem dúvida, uma epidemia que requer ação imediata”, alerta Renata Cassar, Cientista Sênior de Nutrição da Tate & Lyle, empresa global fornecedora de ingredientes e soluções para alimentos e bebidas. “Vale lembrar que 80% dos casos de diabetes podem ser prevenidos. Por isso, devemos tomar medidas proativas para que os consumidores adotem uma dieta balanceada, oferecendo soluções adequadas às suas necessidades – benéficas à saúde, mas ao mesmo tempo saborosas. A Tate & Lyle acredita que os consumidores não se comprometerão sem um gosto agradável, e este é o grande desafio: fazer comida deliciosa e saudável. Estamos trabalhando nisso”.

Para as pessoas que sofrem de diabetes ou que queiram uma dieta com alimentos mais saudáveis, a Tate & Lyle desenvolve ingrediente com impacto positivo na saúde. Entre eles estão adoçantes à base de plantas, como a estévia, presente na linha TASTEVA®, com dulçor até 300 vezes superior ao do açúcar, mas com teores mais baixos ou sem nenhuma caloria. A linha também não eleva os níveis de glicose e insulina no sangue de indivíduos saudáveis e de pessoas com diabetes tipo 2, segundo a empresa. “É possível atualizar as dietas com reformulações, acrescentando ingredientes que permitem a redução de açúcares e calorias em produtos com ótimo sabor, causando impacto positivo na saúde das pessoas”, comenta Renata.

A Tate & Lyle descobriu há 40 anos a sucralose, outra opção com quantidade baixa de açúcar e sem calorias a depender da fórmula. A quantidade da Sucralose SPLENDA® já produzida pela multinacional britânica permitiu a substituição de mais de 21 milhões de toneladas de açúcar na dieta humana. O volume corresponde à eliminação de 85 trilhões de calorias das dietas dos consumidores em todo o mundo. “Amparamos iniciativas para educação em nutrição e saúde pública, bem como atividades científicas relacionadas ao estudo e combate de doenças crônicas não transmissíveis”, reforça Renata. No caso do diabetes, Renata afirma que a empresa está próxima de organizações sem fins lucrativos como a ISA – International Sweeteners Association, e o ILSI – International Life Sciences Institute no Brasil, por exemplo. “Este ano realizamos atividades no Congresso Brasileiro Multidisciplinar em Diabetes, organizado pela ANAD – Associação Nacional de Atenção ao Diabetes. No evento, apoiamos um Simpósio sobre Edulcorantes de baixas calorias e não calóricos, organizado pela ANAD em parceria com a ISA, a ABIAD – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres e a SBAN – Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição”, conta Renata.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *