2020 se encerra com resultados positivos para a ABIAD

O ano de 2020 foi atípico para todas as pessoas, empresas, entidades e órgãos públicos. Apesar do enfoque negativo que muitos têm dado, a ABIAD conseguiu aproveitar algumas oportunidades e situações, muitas ocasionadas pelo próprio isolamento social, para reforçar e ampliar o alcance de seu trabalho.

Gislene Cardozo, diretora executiva da ABIAD afirma que “apesar do distanciamento, nos aproximamos de muitas pessoas e de muitas coisas”. Um dos exemplos é o recorde na participação de associadas nas duas assembleias da entidade neste ano, com facilidade da presença das empresas de outros estados e mesmo do interior paulista. “Há pouco mais de um ano, foi identificado que havia dois grupos de empresas associadas na ABIAD: um próximo e participativo, e outro distante e ausente. Essa distância se dissolveu em 2020”, comenta Gislene.

Pela redução do impacto “tempo e custo”, o número de reuniões dos grupos de trabalho e diretoria triplicou quando comparado com 2019, com mais resultados e produtividade. A Anvisa, em decisões acertadas, flexibilizou suas reuniões com o setor produtivo e, com isso, a associação dobrou o número de encontros com a agência, além da realização de um webinar com dois diretores e alguns gerentes da Anvisa para conversarem diretamente com as associadas. “O que antes exigiria viagens à Brasília foi feito, literalmente, sem sair de casa”, complementa a diretora executiva.

Além do bom relacionamento com a Anvisa, em 2020 foi possível a aproximação com o Ministério da Cidadania por meio da ação de doações a ILPIs (Instituições de Longa Permanência de Idosos) durante a pandemia. Mais uma importante porta foi aberta para relacionamentos.

Como previsto em 2019, foi divulgada a segunda edição da pesquisa sobre hábitos de consumo de suplementos alimentares da ABIAD, com uma pesquisa adicional especificamente sobre os hábitos durante a pandemia.

Na continuidade pelo movimento de ser mais proativa em sua comunicação, os webinars abertos da ABIAD impactaram mais de 1.500 pessoas e quase 2 milhões de pessoas foram impactadas pela campanha digital para desmistificar e estimular a experimentação de edulcorantes.

Olhando para o mercado em si, também há motivos para comemorar, com o aumento da produção do setor e do consumo de suplementos, com fortes indicativos de mudanças de hábitos da população em busca de suplementos e alimentos que auxiliem na promoção da saúde e prevenção de doenças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *