Alta ingestão de proteínas pode melhorar o desempenho físico em idosas

O alto consumo de proteína e composição corporal com menor massa magra pode melhorar o desempenho físico em mulheres da terceira idade, conforme sugere um estudo publicado no The British Journal of Nutrition. O estudo foi baseado nas respostas de um questionário sobre os hábitos alimentares de 554 mulheres, com idade de 65 a 71 anos, com riscos para a osteoporose, durante três anos. A composição corporal foi aferida por meio de absorciometria de duplo feixe de raios-x (DXA) e as análises de desempenho físico (DF) foram avaliadas por alguns testes.

A perda de massa e força na musculatura esquelética, conhecida como sarcopenia foi definida com critérios do Consenso Europeu sobre Definição e Diagnóstico de Sarcopenia. No começo da pesquisa, as mulheres com maior ingestão de proteína tiveram um desempenho físico melhor comparado àquelas com o consumo proteico moderado e inferior. Pesquisadores também observaram uma associação entre a ingesta de proteína e o DF em mulheres não sarcopênicas.

Com informações do portal Nutritotal – 11.3.16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *