Aparelho que escaneia nutrientes pode ajudar no combate à obesidade

A empresária portuguesa Isabel Hoffmann lançou um escâner que consegue mostrar os nutrientes presentes em um alimento, por meio de um aplicativo em um smartphone. A ideia promete revolucionar a conduta alimentar das pessoas. “Vamos ensinar que tipo de comida se deve comer e ajudar a desaparecer a epidemia da obesidade. Quando as pessoas entenderem o que comem, o que colocam na boca, eles começarão a mudar. O que vamos fazer é dar informação além da embalagem. É um projeto muito ambicioso, mas que o mundo precisa muito”, revelou Isabel.

O invento surgiu da necessidade de proteger sua filha de 13 anos, portadora de uma alergia severa, que sofria muito com o consumo de alimentos com glúten, glicose (carboidrato), frutose e sacarose. Além disso, a adolescente era alérgica também à penicilina que era usada no tratamento.

“Quando tinha 13 anos, ela desenvolveu tremores, erupções na pele, alergias e nenhum médico conseguia um diagnóstico. Levou muitos meses e esteve presente em muitos quartos de hospital, com intervenções para mantê-la viva, quando finalmente foi diagnosticada”, disse Isabel.

O escâner é capaz de mostrar as partículas dos alimentos e depois enviar as imagens para um banco de dados. Em apenas 30 segundos, o aplicativo pode enviar o número de calorias, carboidratos, quantidade de proteínas e a presença de nutrientes. Além disso, pode mensurar se há açúcar ou não, entre outras informações.

O aparelho tem um formato oval do tamanho de uma bola de futebol, mas o protótipo ainda deve ganhar mudanças ao longo do tempo. “Acreditamos que, posteriormente, esse escâner será totalmente integrado ao telefone”, concluiu Isabel Hoffman.

Com informações do G1 – 10.10.14

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *