Categoria de estabelecimentos de alimentação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou na sexta-feira, 2 de maio, as notas do primeiro ciclo da Categorização dos Estabelecimentos de Alimentação (veja, aqui, notícia Anvisa cria categoria para classificar estabelecimentos de alimentação, de 12.3.14). As notas desse ciclo, informou a agência, mostram a situação geral das cidades que estão participando do projeto –são onze capitais onde serão realizados jogos da Copa do Mundo de 2014 (a exceção é Salvador) e mais 13 municípios que aderiram ao programa. A expectativa da agência é que, até o final de maio, esteja encerrado o segundo ciclo e que os selos identificando as notas individuais de restaurantes, bares e lanchonetes comecem a ser fixados nesses locais.

No primeiro ciclo, considerando as cidades e os aeroportos avaliados, 20% dos estabelecimentos foram enquadrados na categoria A, 40% na categoria B e 24,4% na C – nesta 15,6% foram categorizados como pendentes, ou seja, apresentaram quantitativo de falhas considerado superior ao padrão mínimo desejado.  Ivo Bucarescky, diretor de Gestão Institucional da Anvisa, considera a Categorização um projeto inovador que vai permitir, pela primeira vez, que cidadãos conheçam a situação sanitária dos estabelecimentos de alimentação de suas localidades. “Um estabelecimento mais luxuoso ou mais caro nem sempre significa uma situação sanitária melhor. Para o cidadão é uma questão de transparência poder conhecer a situação de cada local”, afirmou. O projeto também permite que as cidades possam agir mais estrategicamente, focando suas ações nos estabelecimentos com maior número de inconformidades. O projeto piloto é voltado para a Copa do Mundo 2014 e busca informar tanto os moradores das cidades como os turistas.

Com informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – 2.5.14

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *