Em ambiente hospitalar, diabéticos já contam com testes mais precisos

De acordo com dados do IBGE publicados recentemente, a diabetes afeta hoje 12 milhões de brasileiros e seu diagnóstico é definido pela concentração de glicose circulante no sangue.

Sabe-se que a medição de glicose pode ser feita no ambiente hospitalar por método não laboratorial semi-quantitativo por meio dos glicosímetros. Porém, teste recente realizado pelo Inmetro reprovou 15 marcas desses aparelhos por conta da margem de erro. Felizmente, a tecnologia de medição de glicose evoluiu para atender os diferentes casos clínicos. Atualmente já é possível obter testes de glicose no ponto de atendimento com teste laboratorial remoto (TLR), com método de qualidade laboratorial para fim diagnóstico, caso do HemoCue Glucose 201 RT, analisador portátil que utiliza o princípio da glicose desidrogenase alterada para resultados exatos e precisos em até 1 min com apenas 4 µl  de sangue total (capilar, venoso ou arterial).

O analisador pode ser utilizado para o rastreio, diagnóstico ou monitorização de diabetes, bem como dos níveis de glicose no sangue neonatal, além de reduzir os riscos de contaminações graves. A HemoCue oferece testes rápidos de precisão laboratorial para diagnósticos através de analisadores portáteis para TLR (Teste Laboratorial Remoto), tornando possível o acesso dos pacientes das mais distantes regiões à resultados de maior exatidão e segurança.

Com informações do portal Labnetwork – 3.6.16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *