ENTREVISTA – Lúcia Rodrigues, nova coordenadora técnica da ABIAD

Panorama ABIAD conversou com Lúcia Rodrigues, recém-chegada à Associação como coordenadora técnica, aumentando a equipe ao lado de Káthia Schmider.

Entrevistamos Lúcia Rodrigues, nova coordenadora técnica da ABIAD

O Panorama ABIAD conversou com Lúcia Rodrigues, recém-chegada à Associação como coordenadora técnica, aumentando a equipe ao lado da Káthia Schimder. Confira a entrevista e conheça um pouco sobre a nova profissional da ABIAD.

 

PANORAMA – Por que você foi convidada pela ABIAD para ampliar a equipe técnica da associação?

LÚCIA – Trabalhei na ABIA por quase 23 anos, passando por alguns cargos como, Assistente de Assuntos Regulatórios; Assistente de Assuntos Regulatórios Pleno; Assistente de Assuntos Regulatórios Sênior, concluindo a minha trajetória como Coordenadora do Departamento Técnico de 2012 a março de 2021.

No início pensei em usufruir da minha aposentadoria, mas quando recebi a proposta da ABIAD, não resisti e conclui que ainda tenho muita força de trabalho para oferecer e muito para aprender. Por isso, agora estou aqui. Muito feliz pela oportunidade.

 

PANORAMA – Qual a sua formação?

LÚCIA – Sou graduada em Administração de Empresas e, também, em Direito. Nunca exerci o Direito como advogada, pois meu foco era atuar nas áreas regulatórias.

 

PANORAMA – Quais os principais desafios que você enxerga na sua atuação neste momento na ABIAD?

LÚCIA – Penso que a ABIAD já conquistou uma visibilidade e credibilidade junto aos órgãos reguladores e o nosso desafio (como time ABIAD, e não como Lúcia somente) é fazer com que a ABIAD cresça ainda mais e essa visibilidade e credibilidade conquistada só prospere.

 

PANORAMA – O que a ABIAD deve ganhar com sua chegada?

LÚCIA – A ABIAD passa a ter mais recursos para fazer o que hoje é feito pela área técnica.

 

PANORAMA – É muita mudança para você de sua época na ABIA para sua fase na ABIAD?

LÚCIA – A ABIAD, considerando as categorias de alimentos que representa, tem uma atuação mais direcionada, enquanto a ABIA tem um portfólio mais amplo. Mas, entendo que a dinâmica de trabalho não é diferente, pois no dia a dia são as mesmas situações, ouvir, responder e atender aos anseios dos associados, levar os temas aos reguladores e trabalhar pelo desenvolvimento do setor.

Muitas interfaces são as mesmas na ABIA e na ABIAD, tanto nos associados, mas, principalmente na Anvisa.

 

PANORAMA – Como você pode definir seu perfil de trabalho?

LÚCIA – Gosto de colocar a mão na massa, trabalhar para resolver as questões.

A Anvisa gosta que o setor regulado leve os problemas para ela. Não vejo como um perfil, mas como uma forma de trabalho ter humildade para apresentar ao órgão o nosso entendimento, o problema identificado pelos associados, sentar-se à mesa com os reguladores para encontrar uma solução que atenda aos objetivos das associadas da ABIAD. Hoje, a equipe da Anvisa tem a cabeça bem aberta e podemos levar esses temas para buscar alinhamento.

 

PANORAMA – Quais os principais riscos a serem evitados e contornados?

LÚCIA – Evitar achismos, sempre trabalhar com a ciência e preparados para combater desinformação com fatos.

 

PANORAMA – Com tantos anos de ABIA, como você enxerga oportunidades de melhorias na ABIAD?

LÚCIA – Sabemos que todos os profissionais estão com muitas atividades nas empresas, mas devemos sempre conscientizá-los de que associados e associação devem trabalhar juntos nos assuntos de interesse, de forma a se chegar a um objetivo comum.

 

Lúcia Rodrigues,

Coordenadora técnica da ABIAD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *