Estudo aponta que celíacos são mais predispostos a ter fraturas ósseas

Cientistas finlandeses e britânicos avaliaram 16 estudos sobre a incidência de fraturas ósseas em celíacos. A análise foi publicada na revista The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism.

A constatação é que as pessoas com doença celíaca tiveram duas vezes mais propensão em ter uma fratura óssea no passado. Os celíacos contavam com 30% a mais de probabilidade de sofrer a fratura, e  69% de chances de fraturar o quadril com relação às outras pessoas sem o mal.

De acordo com os autores, a doença pode afetar a absorção de nutrientes no intestino delgado, e isso leva a uma má absorção de vitamina D e cálcio. Além disso, as alterações hormonais e as dietas livres de glúten provocam uma alimentação pobre em minerais.

“Os resultados das nossas meta-análises sugerem que a doença celíaca está associada a um risco aumentado de fraturas ósseas. No entanto, mais pesquisas seriam necessárias para determinar se esta associação é específica para determinados ossos ou para todos os tipos de fraturas”, concluíram os autores.

Na avaliação dos cientistas, a dieta sem glúten deve vir acompanhada de reposição de cálcio e vitamina D para melhorar a densidade óssea. Os pacientes diagnosticados com a doença celíaca devem se submeter a um exame de densidade óssea.

Com informações do portal Nutritotal – 14.11.14

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *