Nutrição Enteral Precoce é mais indicada para quem faz gastrectomia

Pacientes com câncer gástrico e que foram submetidos à gastrectomia e alimentados por nutrição enteral precoce apresentaram resultados clínicos, função imune e estados nutricionais melhores que os que receberam a nutrição parenteral no pós-operatório.

O estudo, publicado no Journal of the Balkan Union of Oncology, investigou o impacto da nutrição enteral precoce (NEP) em 400 pacientes com câncer gástrico submetidos à gastrectomia.

Os cientistas dividiram os pacientes em dois grupos, o experimental que recebeu  a nutrição enteral precoce (NEP) e o grupo controle com a nutrição parenteral no pós-operatório.

Os resultados demonstraram que a recuperação da função intestinal, o escape anal, a incidência de febre e a internação hospitalar foram menores no grupo experimental.

Para os autores da pesquisa, foi possível constatar no estudo que há maior efetividade da NEP para os pacientes submetidos à gastrectomia.

Com informações do portal Nutritotal -7.7.15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *