Obesidade e Insegurança Alimentar podem andar juntas em crianças de 6 a 11 anos

Uma ligação estreita entre a obesidade e a insegurança alimentar em crianças de 6 a 11 anos foi encontrada em estudo de cientistas da National Health and Nutrition Examination Survey, publicado na revista da Academia de Nutrição e Dietética.

De acordo com os autores, a insegurança alimentar se caracteriza pela falta de acesso ou disponibilidade de alimentos. “Uma casa é considerada como tendo segurança alimentar quando seus ocupantes não vivem com fome ou sob o risco de inanição”, diz o relatório do estudo.

Foram avaliadas 9.701 crianças, entre 2 e 11 anos, por meio de um questionário com oito perguntas. A obesidade foi medida por intermédio de avaliação do índice de massa corporal (IMC), conforme idade e sexo. Também foram estudadas características como sexo, raça/etnia e nível de pobreza.

O percentual de obesos encontrado no estudo foi de 17,6%, em crianças de 6 a 11 anos, e 11,4% de 2 a 5 anos. A insegurança alimentar foi constatada em quase 3% das crianças de 6 a 11 anos, tanto para meninos como meninas. No entanto houve diferenças entre as etnias, com aumento para a raça hispano-americana e em crianças com famílias de baixa renda.

Com informações do Nutritotal – 10.3.15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *