Óleo de Peixe é mais eficaz na reversão do PNAC em recém-nascidos

A chamada PNAC, processo denominado de colestase, que diminui o fluxo de bílis no organismo quando da nutrição parenteral em recém-nascidos, pode ser revertida com o uso de óleo de peixe. É o que aponta um estudo realizado pela Universidade de Seul, na Coreia do Sul, publicado no The Journal of Nutrition.

Os cientistas realizaram uma metanálise com 93 participantes. Comparando as emulsões de óleo de peixe, óleo de soja e azeite de oliva, aquela com óleo de peixe se mostrou mais eficaz na reversão da PNAC (colestase na nutrição parenteral).

Cerca de 59% dos 47 recém-nascidos que ingeriram óleo de peixe se recuperaram dos efeitos da PNAC, em comparação com 19,6% dos 46 recém-nascidos no grupo de controle, com sinais de recuperação.

Na conclusão do estudo, os pesquisadores ressaltaram que, “os dados obtidos sugerem que o uso de emulsões lipídicas contendo óleo de peixe é eficaz para reverter PNAC, mas não pode impedir PNAC em recém-nascidos que necessitem de suporte nutricional parenteral prolongado”.

Com informações do Nutritotal – 19.1.15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *