Óleo de peixe pode estar associado à redução de infecções e do tempo de internação

Uma emulsão contendo óleo de peixe foi associada à redução de infecções e no tempo da ventilação mecânica e na internação hospitalar em pacientes com terapia parenteral. A avaliação foi publicada na revista Critical Care.

Uma pesquisa a um banco de dados, de 1980 a 2014, observou a inclusão de ensaios clínicos com a ingestão de uma emulsão com óleo de peixe (ELOP) pelas vias enterais e parenterais. Foram contemplados 10 ensaios clínicos randomizados (n = 733) no total.

Nos casos onde houve a ingestão da emulsão de óleo de peixe em pacientes com infecções, observou-se que a administração de ELOP minimizou significativamente os quadros infecciosos. E a análise de subgrupos com nutrição enteral demonstrou a  tendência para a redução da mortalidade.

De acordo com o estudo, a utilização de ELOP por via endovenosa pode ser associada à redução de infecções e, consequentemente, reduz o tempo de ventilação mecânica e internação hospitalar.

Com informações do portal Nutritotal – 24.7.15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *