Ômega 3 pode evitar Síndrome Metabólica

O European Journal of Nutrition publicou um estudo realizado durante 25 anos com 4.356 adultos norte-americanos que avaliou o consumo de peixe e a sua relação com a síndrome metabólica (SM).

Os pesquisados foram divididos conforme a quantidade de ingestão de peixes não fritos, de uma vez por mês a cinco vezes por semana. O consumo de ômega 3 foi inversamente associado com a presença da SM, além disso, a ingestão de peixe foi também inversamente associada aos baixos níveis de colesterol (HDL) e triglicérides.

A incidência de síndrome metabólica foi 46% menor no grupo daqueles que consumiam mais peixes. Foram também medidos valores como pressão arterial, glicemia de jejum, lipoproteína de alta densidade (HDL), triglicérides e circunferência da cintura.  “Nossos resultados sugerem que a ingestão de ômega 3 e peixes por adultos jovens está inversamente associada com a incidência de síndrome metabólica mais tardia. Este estudo fornece evidências que sugerem a recomendação de ômega 3 para prevenção primária de síndrome metabólica”, conclui o estudo.

Com informações do portal Nutritotal – 3.6.16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *