Sal pode incentivar o consumo excessivo de gordura

O sal pode aumentar a ingestão de alimentos e de energia, além de promover, de forma passiva, o consumo excessivo de gordura. Foi essa a conclusão de um estudo publicado no Journal of Nutrition.

O estudo recrutou 48 pessoas saudáveis, em sessões no almoço e em um desjejum padronizado, para avaliar a sensibilidade ao sabor da gordura e determinar o limite de detecção de ácido oleico. A dieta usou macarrão com quatro tipos de molho: baixo teor de gordura e baixo teor de sal; baixo teor de gordura e alto teor de sal; elevado teor de gordura e baixo teor de sal e alto teor de gordura e de sal.

O consumo de sódio (sal) aumentou a ingestão de alimentos e de energia em 11%, independente do teor de gordura. Não foram produzidos efeitos de gordura no consumo de alimentos, mas as refeições ricas em gordura tiveram um aumento no consumo de energia em 60%.

Mulheres consumiram 15% a menos em refeições com alto teor de gordura do que as refeições com baixo teor de lipídeos. A sensibilidade ao sabor da gordura foi negativa quando ligada às dietas com alto teor de gordura, porém apenas com baixo teor de sal.

“O aumento excessivo de gordura na dieta não exerce efeito principal sobre a ingestão de alimentos. No entanto, levou a um consumo de energia 60% maior. A adição de sal aumenta a agradabilidade e a ingestão de alimentos e energia, independentes da concentração de gordura”, concluiu o estudo.

Com informações do portal Nutritotal -18.3.16.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *