Suplementos Alimentares devem se adequar às necessidades sensoriais dos pacientes

O uso de suplementos alimentares é importante para o tratamento de pacientes com ingestão alimentar abaixo das necessidades nutricionais. Todavia, os produtos devem ser melhor aceitos pelo público com adequações sensoriais.

Uma pesquisa publicada na revista Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, alerta que os  suplementos que apresentam cor, aroma e sabor mais intensos podem ser mais atrativas às pessoas com doenças infecciosas.

De acordo com a pesquisa, os suplementos alimentares podem ser modulares, com um nutriente, incompletos, com alguns nutrientes, ou completos, com todos os nutrientes essenciais. Podem apresentar nutrientes balanceados ou não, e modificados conforme as necessidades dietéticas da doença. Ou até como única fonte de alimentação (fórmulas enterais) ou como complementação.

O experimento fez uma análise sobre a aceitação sensorial de sete suplementos alimentares na versão pó, que já são comercializados, sendo quatro para adultos e três para crianças. Os resultados demonstraram que os produtos não foram bem aceitos nos quesitos cor, aroma e sabor.

“É interessante que os suplementos tenham maior intensidade de sabor e doçura, pois indivíduos desnutridos têm menor palatabilidade, o que, consequentemente, reduz a ingestão alimentar, sendo estes os maiores candidatos ao uso de suplementos alimentares”, concluiu a pesquisa..

O trabalho demonstrou que as marcas para o público infantil são mais doces e sabores mais palatáveis.

Com informações de nutrição em pauta – 23.6.15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *