Vigitel 2015 mostra perfil diabético do brasileiro

Um em cada cinco brasileiros consome doces e refrigerantes durante cinco dias da semana. A frequência, considerada alta, é maior entre os jovens. Os indicadores estão na pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2015) promovida pelo Ministério da Saúde. Foram 54 mil entrevistas por telefone com adultos com mais de 18 anos, moradores em todas as capitais do Brasil, entre maio e dezembro de 2015. No estudo, 7,4% dos participantes têm diagnóstico de diabetes (em 2006, a taxa ficou na casa dos 5,5%).

Os índices mais baixos de diabetes foram em pessoas entre 18 a 24 anos (0,9%), e os mais altos, 22,6% em pessoas acima de 65 anos. A pesquisa indicou que há maior prevalência de diabetes em mulheres (7,8%), em homens (6,9%), e em pessoas com baixo grau de escolaridade (13,5%).

Porto Alegre e Rio de Janeiro foram as cidades com maior frequência da doença (8,7% e 8,8%, respectivamente) e Palmas, a menor (3,9%). Um em cada cinco brasileiros tiveram consumo alto de doces e refrigerantes, sendo que os doces foram mais consumidos entre as mulheres. Homens bebem mais refrigerantes e sucos artificiais.  Já  a taxa de internação por diabetes caiu de 75,94% em 2010 para 67,11% em 2015. O estudo também diz que 87,2% das pessoas com diabetes tomam medicamentos para controlar a doença.

Com informações do portal Nutritotal – 22.4.16.22

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *