Revista Suplementação – Estudo aponta crescimento de 167% no mercado de colágeno - Abiad

Revista Suplementação – Estudo aponta crescimento de 167% no mercado de colágeno

Aumento no consumo de colágeno demonstra relevância desta proteína para a suplementação alimentar, aponta pesquisa

Por: lvba.com.br  Jul 05, 2022.+

Estudo aponta crescimento de 167% no mercado de colágeno
Crédito: BANCO DE IMAGENS

O colágeno, uma das substâncias mais abundantes no ser humano, é uma proteína que representa cerca de 25% a 30% da composição proteica do corpo. Seu consumo como suplemento alimentar traz vantagens que vão desde a melhora da saúde da pele, contribuindo para o seu fortalecimento, hidratação e elasticidade, passando pelos benefícios para as articulações.

O colágeno é um dos principais suplementos alimentares consumidos pelos brasileiros, como comprova a pesquisa de mercado: “Hábitos de Consumo de Suplementos Alimentares”, realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD)*. Em comparação com os resultados obtidos na primeira edição da pesquisa, em 2015, o consumo de suplementos alimentares no Brasil aumentou 10% em 2020. A análise concluiu também que os produtos ligados à suplementação alimentar estão presentes em 59% dos lares brasileiros, com no mínimo uma pessoa consumindo suplementos. No que se refere especificamente ao consumo de colágeno, houve um crescimento de 2015 para 2020, passando de 3 para 8 pontos percentuais, ou 167%.

Para Kathia Schmider, nutricionista e coordenadora técnica da ABIAD, o consequente crescimento no consumo de suplementos alimentares possui relação direta com uma maior valorização do cuidado preventivo com a saúde. “As pessoas vêm se conscientizando que o consumo dos suplementos regularizados e autorizados pela Anvisa — Agência Nacional de Vigilância Sanitária, quando consumidos de forma adequada, traz benefícios perenes à saúde do corpo. O consumo do colágeno é uma constatação dessa percepção, avalia a especialista.

Aplicações do colágeno

O colágeno possui uma ampla gama de aplicações na indústria de alimentos. Isso se deve às suas características físico-químicas, ideais para se combinar com outros ingredientes alimentícios. Assim, a proteína pode ser utilizada para uma variedade de aplicações em diversos segmentos, tanto na forma sólida quanto líquida.

Estudos nacionais e internacionais — inclusive ligados à Organização Mundial da Saúde (OMS) — associam a suplementação com colágeno aos benefícios à saúde óssea, para o combate da osteoporose, por exemplo. A suplementação aplicada a esse caso ajuda as células dos ossos a produzirem mais colágeno para o sistema esquelético, o que auxilia também na manutenção da densidade mineral e no aumento da força dos ossos. Esses são fatores que fazem do colágeno uma das proteínas mais relevantes para a suplementação alimentar, conforme enfatiza Kathia Schmider: “Os benefícios do colágeno na suplementação alimentar apontam para resultados bastante promissores”.

*Durante a execução do estudo, foram realizadas 1.006 entrevistas com pessoas das sete capitais brasileiras (Porto Alegre/RS, São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, Fortaleza/CE, Brasília/DF e Belém/PA), nas cinco regiões do país, configurando uma amostra de representação nacional. O perfil dos participantes foi de 50% de homens e 50% de mulheres, com idade entre 17 e 70 anos, de todas as classes sociais. A média nacional, de acordo com a pesquisa, retrata que 85% dos entrevistados (reunindo homens e mulheres) consomem suplementos alimentares.

Veja matéria original aqui.