<a href="http://www.noticiahoje.com.br/Controller.aspx?emaicd=40287&newscd=1422389&Control=ViewMateria&Materia=97170293.17772620&ML=1&CDG=127523">87% das mulheres adotam os suplementos alimentares nos cuidados com a saúde</a><br>(SuplementAção-BR – 14/03/2022 – WEB) - Abiad

87% das mulheres adotam os suplementos alimentares nos cuidados com a saúde
(SuplementAção-BR – 14/03/2022 – WEB)

87% das mulheres adotam os suplementos alimentares nos cuidados com a saúde
Crédito: BANCO DE IMAGENS

Saúde é o principal fator que leva as mulheres a consumirem suplementos alimentares, sendo uma prática adotada por 87% das entrevistadas na pesquisa de mercado “Hábitos de Consumo de Suplementos Alimentares”, realizada pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD). Foram questionadas pessoas em sete capitais (Porto Alegre/RS, São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA, Fortaleza/CE, Brasília/DF e Belém/PA), nas cinco regiões do Brasil, configurando uma amostra com representação nacional, com 1.006 entrevistas. O perfil dos participantes foi de 50% de homens e 50% de mulheres, com idade entre 17 e 70 anos, de todas as classes sociais. A média nacional, de acordo com a pesquisa, retrata que 85% dos entrevistados (reunindo homens e mulheres) consomem suplementos alimentares.

Para Kathia Schmider, nutricionista e coordenadora técnica da ABIAD, esse alto percentual possui relação direta com o cuidado que a mulher, em geral, já dispensa à sua saúde. “É mais comum vermos mulheres procurarem cuidados médicos preventivos, por exemplo, do que homens. Dados da Pesquisa Nacional de Saúde, do Ministério da Saúde apontam tal comportamento. A proporção de mulheres que buscaram um médico (82,3%) é bem maior do que a dos homens (69,4%). O mesmo perfil é verificado na suplementação de sua alimentação. É curioso que esse comportamento permeia todas as faixas etárias, ou seja, trata-se de uma condição cultural, onde elas se cuidam mais que eles”, analisa a especialista.

Kathia tem razão. A pesquisa mostra um alto índice de adoção da prática, desde o primeiro recorte etário da pesquisa, entre mulheres de 17 e 24 anos, em que 72% afirmam utilizar a suplementação como complemento aos seus cuidados com a saúde. E o índice segue aumentando conforme a idade. Entre aquelas com 25 a 30 anos, o percentual sobe para 78%; entre 31 e 40, 82%; entre 41 e 50, 89%; entre 51 e 60, 90%; chegando ao ápice de 95% entre aquelas com 61 anos ou mais.

Entre os suplementos mais consumidos por elas estão as vitaminas (multivitamínicos e vitamina C), minerais (Cálcio); e proteínas (Whey Protein e colágeno).

Outros cuidados com a saúde

A pesquisa da ABIAD também aponta a adoção de práticas de atividades físicas. O levantamento mostra que 69% adotam o hábito, sendo que 45% dos que praticam, o fazem em espaços públicos como parques/praças, rua, ciclovia e praia. Entre as mulheres o percentual é de 65%, com. destaque para a caminhada, com 51%.

Acesse aqui a matéria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.