Conheça mais sobre os 5 membros da Diretoria Colegiada da Anvisa

Na edição anterior do Panorama ABIAD, trouxemos um breve perfil dos novos diretores da Anvisa. Agora contamos um pouco mais sobre cada um dos cinco diretores que compõem a Diretoria Colegiada do órgão.

Antonio Barra Torres é o diretor-presidente e diretor da 1ª diretoria da Anvisa. Entende o papel da agência como um guia para um ambiente moderno e seguro. Defende o equilíbrio entre o ambiente de negócios e as diretrizes regulatórias. Defende investimentos em campanhas contra o consumo de tabaco e foi a favor da liberação de registro de produtos à base de cannabis, mas contra seu plantio. É Contra-Almirante da Marinha Brasileira, com bom relacionamento com o presidente Bolsonaro, tendo sido cotado para assumir o Ministério da Saúde neste ano. Não possui relacionamento com partidos políticos, o que o distingue de seu antecessor.

Alessandra Bastos Soares é diretora da 2ª diretoria, sendo responsável por coordenar e orientar os processos regulatórios relacionados aos setores de alimentos e medicamentos. Sua diretoria inclui a GGALI – Gerência-Geral de Alimentos. Com passagem pelo setor privado em empresas como Unimed, Promédica Produtos Hospitalares e Laboratório Gross, tem experiência em assuntos regulatórios, qualidade, logística, marketing e vendas. Duas de suas principais agendas devem ser a otimização dos processos internos e atualizações regulatórias. Possui bom relacionamento com a equipe técnica da Anvisa.

Cristiane Rose Jourdan Gomes é diretora da 3ª diretoria que trata da regulamentação e boas práticas, toxicologia, produtos de higiene, perfumes, cosméticos e saneantes. Afirma que atuará pelo racionamento de custos, melhoria da qualidade, estudo de riscos e ganho de eficiência. É favorável ao uso medicinal da cannabis, mas contra a flexibilização para uso recreativo, sendo um dos aspectos que demonstram seu alinhamento com a ala ideológica da base do governo Bolsonaro. É médica, com passagens pelo Grupo Amil, mas sua maior experiência foi construída nas estruturas do governo, como ANS, Hospital Federal de Bonsucesso e Hospital Municipal Evandro Freire. Sua indicação à Anvisa teve apoio da família Bolsonaro.

Meiruze Freitas é diretora substituta da 4ª diretoria, sendo responsável por áreas que lidam com julgamentos de infrações sanitárias, autorização de funcionamento de empresa (AFE), laboratórios de saúde pública e inspeção e fiscalização sanitária. Possui bastante experiência e interesse em questões relacionadas a medicamentos e inovações em políticas públicas a produtos de saúde. Possui perfil técnico, com bom relacionamento com a área técnica da agência, sendo avessa a argumentos políticos. Seu alinhamento ideológico com Antonio Barra garantiu sua indicação ao cargo de diretora substituta.

Alex Machado Campos é o diretor da 5ª diretoria da Anvisa, com responsabilidade sobre monitoramento de produtos sujeitos à vigilância sanitária, além de fiscalização em portos, aeroportos, fronteiras e recintos alfandegados. Formado em direito, tem carreira na política nacional, com passagens como chefe de gabinete de deputados federais e, mais recentemente, do então ministro da Saúde, Henrique Mandetta, que lhe rendeu a indicação à Anvisa. Sua capacidade de diálogo e de gerenciamento devem marcar sua passagem pela agência.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *