Jornal do comércio – Novo estudo aponta benefícios das bebidas com adoçantes - Abiad

Jornal do comércio – Novo estudo aponta benefícios das bebidas com adoçantes

Publicada em 09 de Julho de 2022

Bebidas com adoçantes podem fazer parte de uma estratégia benéfica para a substituição daquelas que levam açúcar

ANDRESSA PUFAL/JC

As controvérsias em torno do uso de adoçantes são muitas, principalmente em relação a possíveis males à saúde. Há também aqueles que torcem o nariz e evitam a troca do açúcar pelo adoçante a todo custo. Porém, um novo estudo publicado pela prestigiada revista médica JAMA Network Open indica que os benefícios do uso das bebidas com adoçantes para quem quer perder peso são semelhantes ao da ingestão de água.

Um artigo assinado pelos especialistas do Grupo de Estudos de Diabetes e Nutrição (DNSG) da Associação Europeia para o Estudo da Diabetes (EASD) confirma o papel benéfico das bebidas com adoçantes na redução do peso e indica que as melhorias são semelhantes às da água, quando comparadas a bebidas açucaradas (SSB). As bebidas com adoçantes contribuíram para a redução do peso corporal, índice de massa corporal (IMC), da percentagem de gordura corporal e do acúmulo de gordura no fígado em adultos com excesso de peso ou obesidade, com diabetes ou propensos ao desenvolvimento da doença.

O resultado disso é que bebidas com adoçantes podem fazer parte de uma estratégia benéfica para a substituição daquelas que levam o açúcar como ingrediente, uma vez que as melhorias apresentadas foram semelhantes à substituição por água. O estudo também mostrou redução do risco de desenvolvimento de doenças cardiometabólicas – obesidade, hipertensão, pressão arterial, ácido úrico, diabetes, entre outras.

“Os adoçantes são alternativas seguras, que podem ser utilizados em bebidas e alimentos para proporcionar uma ampla escolha de opções de sabor doce com baixo teor calórico ou sem calorias”, explica Kathia Schmider, Coordenadora Técnica da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD).

A meta-análise incluiu 17 estudos randomizados controlados (que proporcionam maior qualidade de provas e proteção contra possíveis enviesamentos) com 24 comparações e duração média de 12 semanas. Participaram 1.733 adultos com excesso de peso ou obesidade, e que tinham diabetes ou propensão a desenvolvê-la. Foram ainda examinadas a associação entre a ingestão de bebidas com adoçantes e de açúcar e os fatores de risco cardiometabólicos.

Os resultados mostram que a substituição das bebidas adoçadas com açúcar por bebidas com adoçantes estava associada a pequenas, mas significativas, reduções no peso corporal, que variavam entre -0,41 kg até -1,71 (média de -1,06 kg), índice de massa corporal, percentagem de gordura corporal, entre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.