Olho na lupa: projeto ajuda público em geral a entender a nova rotulagem nutricional - Abiad

Olho na lupa: projeto ajuda público em geral a entender a nova rotulagem nutricional

Depois de amplo debate, entrará em vigor em outubro deste ano a obrigatoriedade da nova rotulagem de alimentos e bebidas, segundo decreto de 2020 da Anvisa. Trata-se de um modelo para rótulos alimentícios ainda mais completo e que oferece um desenho mais fácil para a compreensão rápida e eficiente do consumidor.

A autonomia do consumidor frente aos produtos de consumo alimentar tem sido um tema amplamente debatido entre as associações e representantes do setor produtivo. Nesse aspecto, os rótulos nutricionais devem ser eficientes em fazer a ponte entre os consumidores e as marcas responsáveis pela fabricação destes alimentos, fato que demanda tabelas cada vez mais completas e facilitadoras do consumo.

Para colaborar com a educação do consumidor, um grupo de associações, incluindo a ABIAD, lançou o projeto Olho na Lupa, com informações bastante didáticas sobre o que cada informação presente nas novas rotulagens significa.

De um modo geral, uma tabela nutricional convencional fica localizada na parte de trás das embalagens dos produtos de consumo humano. “A função dela é informar o consumidor de forma clara sobre a composição nutricional dos alimentos e bebidas, facilitando escolhas conscientes”, conforme comenta o presidente da ABIAD, Vinicius Pedote.

Nesta rotulagem nutricional, estão incluídos o valor energético e a declaração dos nutrientes mais relevantes para a saúde, ente eles: carboidratos totais, proteínas, gorduras totais, fibras alimentares e sódio. A informação nutricional obrigatória também pede transparência quanto à composição dos nutrientes em proporção à porção da embalagem e das medidas caseiras, bem como o percentual de valores diários.

Com as alterações do padrão de rotulagem nutricional, categorias específicas de alimentos receberão destaques na parte frontal da embalagem. A ideia é criar um painel informativo com ícone de lupa, que notifique o consumidor sobre alto conteúdo dos nutrientes, como é o caso do sódio e do açúcar refinado, por exemplo. Ainda, mais um ou dois nutrientes podem ser destacados na frente.

Vale destacar que todas as alterações presentes no novo modelo foram definidas com base em deliberação conjunta promovida pelo setor produtivo e a Rede Rotulagem, da qual a ABIAD faz parte junto de mais 20 associações. “A reformulação dos produtos serve como estímulo para que a indústria busque soluções mais adequadas ao consumidor. No caso dos alimentos para fins especiais, a disponibilidade de tabelas mais completas tem mais peso do ponto de vista nutricional, fator positivo para a ABIAD”, completa Vinicius.