GTs têm concluídos seus planejamentos de trabalho em 2021

A ABIAD iniciou 2021 com a customização do planejamento estratégico para todos os GTs, cujo objetivo é aproveitar melhor o potencial de todos eles e gerar entregáveis de qualidade e relevantes às associadas, ao aperfeiçoamento do mercado e à segurança da população.

O processo foi iniciado no ano passado com a elaboração do planejamento global da Associação e foi concluído na última semana de fevereiro. Para isso, contou com a participação bastante representativa de todos os grupos, tendo sido realizadas, somente nas sete primeiras semanas de 2021, 14 reuniões, com média de participação de 24 pessoas de 17 empresas em cada uma. Com isso, 80% das empresas associadas se fizeram representar e serem ouvidas.

O primeiro passo foi a conclusão da Matriz SWOT da ABIAD, que teve, entre outros critérios, a obrigatoriedade de que o item fosse citado por todos os grupos para ser incluído na matriz. Dessa maneira, o documento retrata com maior precisão os pontos comuns a todas as empresas associadas ABIAD, sem favorecer um ou outro fabricante ou setor.

Um dos comentários que surgiu como ponto fraco em três GTs (e, por não ser unânime, não entrou na Matriz SWOT) foi a necessidade de se obter a participação ativa de mais associadas nesses grupos. Isso permitiria maior embasamento científico e enriqueceria os documentos produzidos.

Uma inovação na ABIAD foi a ampliação do escopo de todos os GTs, que antes eram focados nas questões técnicas. Todos eles devem seguir os quatro seguintes pilares:

  1. Técnico – manutenção do modelo de atividades que já vinham sendo desenvolvidas anteriormente com sucesso;
  2. Comunicação – inclui a produção de fichas técnicas para assuntos específicos de cada GT; a participação ativa no Panorama ABIAD; e Projetos Especiais, com possibilidades de projetos de comunicação, como foi a Campanha de Edulcorantes realizada em 2020;
  3. Relações Institucionais – um pilar que se cruza e interage com o GT de Relações Institucionais;
  4. Governança – visa garantir o cumprimento do código de ética da Associação, diretrizes e calendário do GT, bem como documentar todas as reuniões.

Gislene Cardozo, diretora-executiva da ABIAD, comemora esses resultados e ressalta sua importância: “Nada do que foi construído até aqui pelos GTs foi desperdiçado, tendo sido uma evolução do seu modelo. Conseguimos construir algo realmente colaborativo e participativo, com 80% das empresas associadas opinando nesse processo, o que significa que chegamos a um formato que deve atender às diversas realidades, seja porte da empresa, tipos de produtos ou outros diferenciais.”

A executiva ainda comenta que, como todos os GTs devem definir seus objetivos para o ano, fica mais fácil atrair a participação de outras empresas para esses grupos, bem como o planejamento e aproveitamento de tempo dos profissionais já engajados.

O planejamento dos GTs para 2021 já está disponível para as associadas interessadas. Acesse aqui

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *